Sobre o CESEC

Diretora: Emilianna Amato

Vice-diretora: Beatriz Catizani Parreira

    Trata-se de um espaço educativo que recebe ao longo do ano letivo, jovens e adultos para se matricularem no ensino Fundamental ou Médio e mais recentemente nos cursos Técnicos, além, de oferecer inscrições para a Banca Permanente de Avaliação. Em 2013, também passou a oferecer o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – PRONATEC, executado junto à União com a finalidade de ampliar a oferta da educação profissional e tecnológica, por meio de programas, projetos e ações de assitência técnica e financeira.

As pessoas que buscam a educação neste espaço têm motivos variados, desde os de terminar os estudos e adquirir um diploma ou conseguir um emprego, além de desejarem cursar uma faculdade ou de ser aprovados em algum concurso público. 

A diversidade dos alunos que busca este espaço de formação é significativa e não será tratada aqui em detalhes., no entanto, foi esta diversidade que fez nascer a necessidade de um trabalho pedagógico diferenciado, o de orientar as pessoas que desejam ser alunos e que procuram a escola para efetuarem a matrícula.

Ficando, então, instalado um desafio a todos nós, da urgência em repensarmos os papéis e as funções para esta instituição tão importante chamada escola.

Segundo a LDB – Lei de Diretrizes e Bases da Educação no art.37, diz que a Educação de Jovens e Adultos será destinada àqueles que não tiveram acesso ou continuidade de estudos no ensino fundamental e médio na idade própria, mas só a garantia da lei não basta para se obter o sucesso e a qualidade do ensino.

A educação deve ser um processo através do qual o indivíduo toma a história em suas próprias mãos, a fim de mudar o rumo da mesma. Há que se acreditar no educando, na sua capacidade de aprender, descobrir, criar soluções, desafiar, enfrentar, propor, escolher e assumir as conseqüências de suas escolhas.  Segundo Paulo Freire:

 

“A alfabetização é mais do que o simples domínio psicológico e mecânico de técnicas de escrever e de ler. È o domínio dessas técnicas, em termos conscientes. É entender o que se lê e escrever o que se entende. É comunicar-se graficamente. É uma incorporação.”

 

HISTÓRICO

 

As unidades de supletivo em Minas Gerais iniciaram suas atividades em 1975 para atender àqueles excluídos e/ou evadidos do ensino regular ou seriado. Tais unidades funcionaram, inicialmente, através de convênios com as prefeituras municipais, de acordo com a Resolução CEE nº. 260/79 de 20/11/79. Já em 1987 a Lei 9381/86 de 19/12/1986 regulamentada pelo Decreto nº. 26.515 de 10/01/87 previam que as unidades de ensino sejam implantadas gradativamente de acordo com a Resolução do Secretário de Estado de Educação ministrando curso especial de suplência do 1º e 2º graus, cursos de qualificação profissional com a avaliação especial de acordo com o que dispõe a Resolução CEE 363/88 de 14/01/88 e cursos de suprimento.

O Centro de Educação Continuada - CESU - “Maria Vieira Barbosa” foi criado em 22 de setembro de 1987, através da Resolução SEE nº. 6369/87, para funcionar à Rua Padre Pedro Pinto, 775 em Venda Nova. O CESU oferecia, inicialmente, apenas o curso especial de Suplência, mas, a partir de setembro de 1991 foi credenciado para organizar Exames de Suplência na região de Venda Nova através do Edital da DAVE/SEE. Em 1992 foi criada no CESU a Banca Permanente de Avaliação para atender ao candidato com direito aos benefícios do art. 38 da Resolução 386/91, sendo regulamentados posteriormente através da Resolução 7722/95. A partir de 1997, os Exames de Suplência de Belo Horizonte foram unificados no CESU “Maria Vieira Barbosa”. Em 21/11/2000 a Resolução nº. 162 da SEE altera a denominação de CESU’s - Centro de Estudos Supletivos – para CESEC’s – Centro Estadual de Educação Continuada. Em 2009 passa a oferecer também cursos técnicos de nível médio PEP-EJA (Programa de Educação Profissional na Educação de Jovens e Adultos) instituído pelo Decreto 5840 de 13/07/2006. O PEP implantado no CESEC “Maria Vieira Barbosa” conta com quatro turmas sendo, duas dos cursos de Secretariado e Assessoria, uma de Gestão de Pequenas Empresas e uma de Administração Empresarial. Recebe nestes cursos cerca de 160 alunos em aulas modulares e presenciais como ênfase no curso técnico concomitante com o ensino médio; ressaltando que tal educação deva ser uma forma de renovar a educação “profissional não modular nem fragmentada, mas profundamente vinculada a educação básica”.  Em 2013, passou a oferecer o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – PRONATEC, executado junto à União com a finalidade de ampliar a oferta da educação profissional e tecnológica por meio da Resolução n. 6 de 20 de setembro de 2012, publicado no diário Oficial da União em Brasília em 21 de setembro de 2012, seção 1, p.22.

 

IDENTIFICAÇÃO

 

Denominação: CESEC "Maria Vieira Barbosa"

 

Os Centros de Estudos Supletivos - CESU's, as Unidades de Estudos Supletivos - UES e os Postos de Estudos Supletivos - PS, receberam essa denominação acrescidos de nomes de pessoas ligadas à comunidade e de acordo com legislação especifica.

O CESU "Maria Vieira Barbosa" passou a ter a seguinte denominação CESEC – CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÀO E CONTINUADA "Maria Vieira Barbosa" de acordo com a Resolução da SEE n.º 162 de 21/11/2000.

Endereço: Rua Padre Pedro Pinto, n0 775, em Venda Nova, Belo Horizonte/ MG

Sede: Tem sede própria do Governo do Estado de Minas Gerais.

 

 

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!